Questões de Saúde Pública - Saúde da Família

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Vigilância - Órgão: EBSERH - Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora - HU-UFJF - Banca: AOCP - Ano: 2015

Assinale, dentre as alternativas a seguir, aquela que corresponde a uma doença transmissível erradicada.

 

  • a) Varíola.
  • b) Varicela.
  • c) Coqueluche.
  • d) Tuberculose.
  • e) Hanseníase.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Vigilância - Órgão: EBSERH - Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora - HU-UFJF - Banca: AOCP - Ano: 2015

A saúde emergiu como efetiva prioridade de governo no Brasil no começo do século XX, com a implantação da economia exportadora de café, na região Sudeste. A melhoria das condições sanitárias era entendida então como dependente basicamente de

 

  • a) ações intersetoriais de prevenção a doenças relacionadas à saúde do trabalhador.
  • b) saúde oferecida gratuitamente e exposta como um direito de todos e dever do Estado.
  • c) centros de saúde dirigidos ao atendimento das equipes de saúde da família.
  • d) controle das endemias e do saneamento dos portos e do meio urbano.
  • e) redes de atendimento especializado em doenças crônicas não transmissíveis.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro Assistencial - Órgão: EBSERH/ HC-UFPE - Banca: IDECAN - Ano: 2014

As vacinas são fundamentais para a saúde pública, prevenindo doenças e reduzindo a mortalidade, evitando a proliferação de epidemias. Marque a alternativa que apresenta doenças que NÃO possuem vacina como prevenção.

 

  • a) HPV e sarampo.
  • b) Gripe e varicela.
  • c) Tétano e hepatite.
  • d) Dengue e hepatite C.
  • e) Hepatite e febre amarela.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro Assistencial - Órgão: EBSERH/ HC-UFPE - Banca: IDECAN - Ano: 2014

Notificação é a comunicação da ocorrência de determinada doença ou agravo à saúde, feita à autoridade sanitáriapor profissionais de saúde ou qualquer cidadão, para fins de adoção de medidas de intervenção pertinentes. São doenças de notificação compulsória imediata (LNCI), EXCETO:

 

  • a) Raiva, sarampo e rubéola.
  • b) Botulismo, cólera e poliomielite.
  • c) Carbúnculo ou antraz, cólera e raiva.
  • d) Raiva humana, leptospirose e leishmaniose visceral.
  • e) Doença de Chagas aguda, febre amarela e síndrome da rubéola congênita (SRC).

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro Assistencial - Órgão: EBSERH/ HC-UFPE - Banca: IDECAN - Ano: 2014

De acordo com o Ministério da Saúde, na evolução da malária, a fase que ocorre se o paciente não receber a terapêutica específica, adequada e oportuna é

 

  • a) fase febril.
  • b) fase de remissão.
  • c) período toxêmico.
  • d) ataque paroxístico.
  • e) período de infecção.

Acompanhe o Enfermagem e Saúde