Questões de Hipertensão arterial - Diabetes

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: TCE/PB - Banca: FCC - Ano: 2006

Usuário do sistema de saúde, sexo masculino, 47 anos, hipertenso, em acompanhamento ambulatorial há seis meses, mantendo pressão arterial de 170 x 120 mmHg e com baixa adesão ao tratamento medicamentoso. Diante dessa hipótese, a estratégia de enfermagem que facilita a reversão desse tipo de caso consiste em

  • a) reduzir a medicação diária e encaminhar ao psicólogo.
  • b) oferecer ao cliente informações em relação à doença e à prevenção das complicações.
  • c) indicar repouso absoluto e estimular o aumento da ingestão de líquidos.
  • d) orientar para diminuição de ingestão de potássio e de fibras na dieta diária.
  • e) recomendar medição diária da pressão arterial e instituir esquema terapêutico mais complexo.

Nível Superior - Cargo: Enfermeiro - Órgão: TCE/PB - Banca: FCC - Ano: 2006

Recomenda-se rodiziar de forma sistemática os locais de aplicação de insulina por via subcutânea porque este procedimento previne

  • a) hiperpiesia.
  • b) rigidez muscular.
  • c) blefarite.
  • d) hiponatremia.
  • e) lipodistrofia.

Nível Superior - Cargo: Analista Judiciário - Enfermeiro - Órgão: TRT 3ª - Banca: FCC - Ano: 2009

A terapêutica assistencial dos pacientes com diabetes mellitus baseia-se em

  • a) dieta, exercícios físicos regulares, monoterapia à base de insulina e educação em diabetes.
  • b) antidiabéticos orais e/ou insulinoterapia, dieta, automonitorização domiciliar e exercícios físicos regulares.
  • c) educação em diabetes, terapêutica medicamentosa adequada, dieta, exercícios e monitorização domiciliar.
  • d) automonitorização domiciliar, insulinoterapia e antidiabéticos orais, exercícios físicos e educação em diabetes.
  • e) insulinoterapia, dietoterapia, automonitorização domiciliar e acompanhamento ambulatorial.

Nível Superior - Cargo: Analista Judiciário - Enfermeiro - Órgão: TRT 3ª - Banca: FCC - Ano: 2009

Estima-se que 22% a 43% da população brasileira seja portadora de hipertensão arterial sistêmica, variando de acordo com a região do país. Segundo o Ministério da Saúde, a mudança do estilo de vida é um fator preponderante para o controle da hipertensão arterial, apontando a recomendação dietética que inclui

  • a) dar preferência a temperos naturais como limão, ervas, alho e comer duas porções diárias de fruta de cores diferentes, sem ultrapassar essa meta.
  • b) optar por alimentos com baixo teor de gordura do tipo saturada, presente nas fontes de origem vegetal, exceto óleo de dendê e coco.
  • c) utilizar formas saudáveis de preparar o alimento pre- ferindo os assados, os fritos, os cozidos em vapor e os in natura.
  • d) substituir bolos, biscoitos recheados, por outras guloseimas igualmente calóricas.
  • e) restringir as fontes industrializadas de sal: temperos prontos, sopas, embutidos como salsicha, linguiça, salame e mortadela, conservas, enlatados, defuma- dos e salgados de pacotes e fast-food.

Acompanhe o Enfermagem e Saúde