Presenciar bullying também causa problemas psicológicos

Publicado por: - há quase 9 anos

Estudantes que presenciam seus colegas sendo ofendidos verbalmente ou vítimas de abusos físicos por outros estudantes têm níveis de estresse tão altos quanto aqueles que sofrem com a violência do bullying.

 

Essas vítimas do bullying e aqueles que testemunham, também se tornam mais propensos ao abuso de álcool e drogas. Essas são as conclusões do estudo publicado no periódico School Psychology Quarterly.

“Já é de conhecimento geral que crianças e adolescentes que têm contato com a violência entre os pais e familiares ou mesmo em outros ambientes, que não a escola, têm um maior risco de desenvolver transtornos mentais do que aquelas que não foram expostas à comportamentos agressivos”, diz Ian Rivers, principal autor do estudo. “Então não deveria ser surpresa que a violência na escola também trouxesse esse tipo de resultado.”

Os pesquisadores acompanharam mais de 2 mil estudantes entre 12 e 16 anos, em escolas na Inglaterra. Os estudantes responderam questões sobre comportamentos agressivos e indicaram se haviam presenciado, cometido ou sido vítimas de tais comportamentos. Aproximadamente 60% dos entrevistados afirmaram terem presenciado episódios de bullying dentro da escola.

Outros testes mostraram os níveis de estresse psicológico, depressão, ansiedade, hostilidade e autoestima desses estudantes.

Em média, os estudantes que afirmavam terem presenciado o bullying tinham um nível de estresse psicológico maior do que aqueles que afirmavam terem sido vítimas de abusos. Outro dado interessante foi que aqueles estudantes que eram vítimas de agressão e ainda haviam presenciado o bullying contra colegas apresentaram sinais claros de inícios de transtornos mentais.

Lembranças revisitadas

“Uma possibilidade é que aqueles que foram vitimizados podem ‘re-experimentar’ a sensação toda vez que testemunham uma agressão”, diz Rivers. “No caso daqueles que apenas testemunham os atos, os níveis de estresse podem ser reflexo da antecipação do fato de que, se um amigo foi vítima, o próximo da lista pode ser ele.”

Outros estudos também mostram que presenciar o ato de bullying traz uma grande sensação de culpa, pois ele não intercedeu em prol da vítima, o que é fonte de grande estresse mental.

Rivers e Paul Poteat, outro autor do estudo, esperam que os resultados da pesquisa ajudem os psicólogos a desenvolver métodos para encorajar os estudantes a deixarem de serem apenas testemunhas da violência na escola e tomarem partido contra os atos de bullying. Isso traria benefícios para a saúde mental a longo prazo dessas crianças e adolescentes e poderia contribuir para o declínio do bullying.

 


Fonte: O que eu tenho?

 

 

TAGS: bullying

Comentários (0)

Acompanhe o Enfermagem e Saúde