Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem. Nossa homenagem!

Publicado por: - há 3 meses

 

Uma homenagem àqueles que merecem muito ser valorizado e aplaudidos, sempre. 20 de maio é o Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, data da morte da Mãe da Enfermagem Brasileira, a baiana Anna Nery. Temos o prazer de homenagear a maior massa de trabalhadores da Saúde do Brasil. Mas o nosso mais forte desejo era vê-los valorizados, com salários dignos, jornada humanizada, avançando no saber, conquistando altos espaços e com saúde física e mental. Pois são o maior exército da saúde, os guardiães do cuidado, que estão na beira do leito ininterruptamente, prestando assistência e conforto, com saber técnico-científico. São os profissionais que doam a segurança da presença humana capacitada àqueles que contam com a sua diligente argúcia, para detectar, usando seus cinco sentidos, se tudo está bem ou se o socorro é urgente.

Ah, meus queridos e queridas, como a gente luta para que tudo mude este quadro de invisibilidade! Muitos não creem, ou não querem crer; mas, por detrás desta autarquia, existem seus colegas de profissão atuando como conselheiros e colaboradores, que encaram os mesmos sacrifícios diários: o salário ruim, o cansaço, as implicâncias, os assédios… Mas, ainda assim, dão um jeito de arranjar tempo e lutar as batalhas da valorização dos seus pares. Todos os dias.

A certeza da evolução e das vitórias às nossas tão desejadas conquistas estão nas vossas milhões de mãos. Falo a uma nação de 419.959 auxiliares e de 1.320.239 de técnicos de enfermagem no Brasil. Somando estes dados do começo de abril, esta categoria é maior do que a população de muitas cidades. São mais de 1.740.198, que poderiam eleger muitos representantes na política e, finalmente, gozariam dos direitos a que lutam há décadas: leis que os garantam dignidade e respeito.

São quase 2 milhões de profissionais, cuja atuação é essencial à vida, até mesmo antes dela, pois vocês estão lá, na atenção, do pré-natal ao cuidado paliativo. Com vocação, amor ao seu ofício. Mas, as contas chegam, e o que vemos são ofertas de salários indignos, de fome. Condições de trabalho abusivas, jornadas abusivas, relações abusivas!

Não, não culpem o Coren por este quadro. Nenhum Conselho tem como mudar este panorama terrível sozinho. Precisamos deste exército armado de muita união e confiança para obtermos a nossa justa vitória. E colher o reconhecimento da sociedade e o respeito do patrão.

Neste Ano Internacional da Enfermagem, auxiliares e técnicos estão na linha de frente contra um inimigo terrível e letal que é o coronavírus. Mais do que nunca, profissionais corajosos que estão abrindo mão do seu conforto, do convívio da família e da própria biossegurança (tão falha neste país), para cuidar dos seres humanos que dependem da sua assistência para sobreviver à Covid-19. Quantos de nós da enfermagem já morremos nesta guerra? Nosso sacrifício será lembrado ou em vão?

Por mais que possamos agradecer, nenhum gesto seria grande o bastante para enaltecê-los. No Dia do Auxiliar e Técnico de Enfermagem, a nossa mais humilde gratidão e o enorme orgulho de pertencermos à mesma profissão: a mais humana de todas, a Enfermagem.

Ana Lúcia Telles, presidente, e Plenário do Coren-RJ


TAGS: COREN-RJ

Comentários (0)

Acompanhe o Enfermagem e Saúde