II Congresso Carioca de Atenção Primária à Saúde busca fortalecimento do SUS

Publicado por: - há 4 meses

A vice-presidente do Cofen, Nádia Ramalho, e a representante da ABEFACO, Cibele Rodrigues

Com a participação de representante do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e a exposição “Quando nasce uma Heroína”, ocorre, nesta sexta e sábado (26 e 27), o II Congresso Carioca de Atenção Primária à Saúde, na Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Com extensa programação, o congresso contou com palestras e oficinas que tratam diversos assuntos relacionados ao cotidiano da atenção primária e a Enfermagem. Temas como “Violência obstétrica: reconhecer, nomear e transformar” e “Oficina morte e luto na APS” fazem parte da pauta do evento.

A vice-presidente do Cofen, Nádia Ramalho, falou em seu discurso sobre a importância desse congresso para a Enfermagem e que ele mostra o poder da profissão na atenção primária. “Esse congresso fortalece e mostra o trabalho da atenção primária à saúde. E que é possível também esses profissionais lutarem por uma Enfermagem de qualidade”, observou Nádia.

Nádia reforça, ainda, a força da Enfermagem brasileira e a qualidade da formação profissional. “Somos a maior força de trabalho do Sistema Único de Saúde (SUS), representamos cerca de 60% os trabalhadores da saúde no Brasil, somando mais de 2 milhões de profissionais. Por isso devemos melhorar a qualidade da formação”. Ao final seu discurso, a vice-presidente do Cofen falou da Campanha Nursing Now e sobre sua repercussão internacional. Além disso, falou também sobre o Programa Nacional da Qualidade (PNQ), que visa a segurança do paciente e busca dar visibilidade ao trabalho do profissional de Enfermagem.

Nádia falou sobre a Campanha Nursing Now e sua repercussão nacional e internacional

A representante da ABEFACO, Cibele Rodrigues, pontuou a relevância do congresso para Enfermagem e para o SUS. “Estamos em um momento de resistência. E o enfermeiro desempenha um papel crucial na atenção primária. Nosso congresso representa resistência, e acreditamos que vamos conseguir trazer de volta os princípios do SUS ao nosso país”, disse.

Ana Lúcia Telles, presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (Coren-RJ), fez um breve relato sobre a resistência que é ser profissional de Enfermagem, principalmente, sendo mulher e negra. “Nós entendemos que nosso nome é resistência. Estar aqui discutindo atenção primária significa resistir. E nós mulheres, mulheres negras, sabemos sim que somos vítimas de violência institucional, de violência política e de desqualificação do nosso trabalho”, refletiu.

A coordenadora do congresso, a enfermeira Renata Barros, enfatiza que o evento foi criado pensando nesse atual contexto político, de dificuldade e expansão da atenção primária. “Esse é um espaço para troca de experiências. Queremos dar visibilidade para as pessoas mostrarem seu trabalho do dia a dia, pois sabemos que os profissionais da ponta trabalham muito e fazem muitas coisas bacanas que precisam ser vistas”, finalizou.

O evento contou com a participação de profissionais da APS

O Cofen falou ainda sobre o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa das 30 horas da Enfermagem e a Frente Parlamentar Mista da Enfermagem, que ocorre no dia 20 de agosto, na Câmara dos Deputados, em Brasília. As frentes visam a representatividade da Enfermagem no parlamento e a busca pela aprovação dos projetos da Enfermagem que tramitam no Congresso Nacional.

O congresso é organizado pela Associação Brasileira de Enfermagem de Família e Comunidade (ABEFACO) e a Associação de Medicina de Família e Comunidade do Estado do Rio de Janeiro (AMFAC-RJ), o evento também conta com a I Mostra Carioca da Atenção Primária.

A exposição itinerante “Quando nasce uma Heroína” fez parte da programação do evento

Exposições – A Assessoria de Comunicação do Cofen levou ao congresso a exposição itinerante do filme “Quando nasce uma heroína”, a experiência em 360° é o primeiro curta de ficção em realidade virtual da América Latina que conta a história da enfermeira Anna Nery. O cofen participa do evento também com mesa de atendimento e esclarecimento sobre o Programa Nacional da Qualidade do Cofen (PNQ).

Fonte: Ascom - Cofen

TAGS: cofen

Comentários (0)

Acompanhe o Enfermagem e Saúde