Cofen e MS debatem inserção da Enfermagem em campanha sobre dengue

15/07/2019

Encontro aconteceu no Cofen nesta terça-feira (9)

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) recebeu, nesta terça-feira (9), representantes do Ministério da Saúde para debater e alinhar propostas sobre a participação da Enfermagem na campanha Aedes na Mira. O projeto busca capacitar os profissionais de saúde na prevenção de doenças causadas pelo mosquito.

Viabilizada pelo colaborador do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren-MG), Marcos Antônio Garcia, a reunião com membros da Secretaria de Vigilância em Saúde buscou alinhar, junto ao Cofen, uma aproximação e parceria para a ação de combate ao Aedes Aegypti, na perspectiva da integração entre vigilância em saúde e atenção básica.

O atual cenário epidemiológico das arboviroses no país, principalmente a ocorrência de casos de dengue, chikungunya, Zika e Febre Amarela, aponta para a vulnerabilidade de ocorrências de epidemias, bem como um aumento das formas graves, possibilitando o risco de aumento de óbitos e da letalidade dessas doenças.

Em 2019, o Brasil enfrenta uma epidemia de dengue em que já foram registrados 1.234.527 casos prováveis, correspondendo uma incidência de 584,9 casos/100 mil habitantes e 414 óbitos. O profissional de Enfermagem tem um papel primordial na organização dos serviços de saúde, na classificação de risco e na sistematização da assistência ao paciente.

“Acreditamos que esta parceria terá uma importante contribuição na prevenção da ocorrência das formas graves e, consequentemente, na redução do óbito por dengue, sendo este o principal objetivo da coordenação das arboviroses”, ressaltou o enfermeiro Marcos.

A parceria tem o intuito de atualizar os manuais e protocolos clínicos voltados para os profissionais de Enfermagem e oferecer capacitações que promovam o fortalecimento da assistência prestada ao paciente com dengue e as demais arboviroses.

Fonte: Ascom - Cofen