ABEn/RJ abre a 79ª Semana Brasileira de Enfermagem na Câmara Municipal

Publicado por: - há 6 meses

 

Sob o tema “A centralidade da enfermagem nas dimensões do cuidar”, a Associação Brasileira de Enfermagem Sessão Rio de Janeiro (ABEN/RJ), realizou na manhã desta sexta-feira (11/05), a abertura 79ª Semana Brasileira de Enfermagem, na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. A cerimônia, uma iniciativa do vereador Reimont (PT-RJ), recebeu a enfermagem fluminense, que lotou o Plenário Teotônio Villela. A solenidade reuniu de alunos aos mestres, profissionais enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e as autoridades que comandam as entidades de classe. Assuntos como as lutas contra sucateamento do SUS, pela recuperação da UERJ, piso salarial e 30 horas entre outros temas, deram um tom político à celebração.

A mesa, presidida pelo vereador, foi composta pela deputada Enfermeira Rejane, pelas presidentes Ana Lúcia Telles Fonseca (Coren-RJ), Sonia Acioli (ABEn/RJ), Monica Armada (SinDenfRJ) e Miriam Lopes (SATEMRJ), a professora Nina Prates (subsecretária municipal de Promoção Atenção Primária e Vigilância à Saúde) e o enfermeiro recém-formado, Kainan Machado (Executiva Nacional dos Estudantes de Enfermagem – LOCO Regional). Na plateia, figuras históricas das lutas pela valorização da enfermagem, como a Profª. Dra. Therezinha Nóbrega, o ex-presidente do Coren-RJ, Prof.Pedro de Jesus Silva, Prof. Dr. Fernando Porto (Laboratório de Pesquisas em História da Enfermagem – LAPHE-UNIRIO), tenente-coronel Rogério (HCE), Sonia Alves (ABEn) e conselheiros da autarquia.

A presidente do Coren-RJ, enfermeira Ana Lúcia Telles Fonseca, arrebatou a plateia com sua fala franca e corajosa, relembrando a grande luta da intervenção na autarquia, em 2008, pelas conhecidas Sete Mulheres. A própria Ana Lúcia, ao lado de Gloria Maria de Carvalho, Nádia Mattos Ramalho, Denise Sanches, Agostinha Gonçalves de Oliveira e Georgina Rodrigues de Freitas, capitaneadas por Rejane de Almeida, se empenharam na reconstrução do Coren-RJ, após sua dilapidação por 20 anos de irregularidades e desmandos. Ana Lúcia convidou a todos para um evento que o Coren-RJ realizará em lembrança de uma década da intervenção na autarquia, no dia 15 de maio de 2018, no Centro de Estudos da Enfermagem Fluminense – CECENF, na Glória.

Ana Lúcia, que completou ontem 37 anos de enfermagem, agradeceu e homenageou, nominalmente, os colegas que a assistiam da audiência. Ela admitiu que as dificuldades são enormes para cumprir as finalidades do Coren-RJ, que há 10 anos vem se reerguendo de sua quase ruína.

“Algumas pessoas dizem que muito pouco ou nada foi feito. Mas quem conheceu e conhece hoje a estrutura do Coren-RJ, sabe que muito foi feito e que muito tenho que fazer. Mas o Conselho é o plenário da comunidade de 250 mil trabalhadores que labutam neste estado. E a gente se coloca, enquanto autarquia que fiscaliza o exercício profissional, a serviço das lutas da enfermagem”, afirma a presidente do Coren-RJ, que conclamou toda a categoria a encarar os desafios que estão lançados, na assistência e na formação, repudiando veementemente o ensino à distância.

As enfermeiras e ex-presidentes da ABEn/RJ Sonia Maria Alves, Ana Lúcia Jezuíno e Marta de Fátima Lima Barbosa foram homenageadas pelo vereador Reimont, que encerrou a homenagem convidando todos a cantarem o hino do Rio de Janeiro, “Cidade Maravilhosa”.


TAGS: COREN-RJ

Comentários (0)

Acompanhe o Enfermagem e Saúde