Encontro Latinoamericano de Enfermagem em Saúde Mental divulga proposições

Publicado por: - 18 dias

Presidente do Cofen, Manoel Neri, participou da abertura do encontro, realizado durante o 20º CBCENF

A entidades participantes do Encontro Latinoamericano de Saúde Mental publicaram as proposições consensualizadas o evento, realizado em novembro durante o 20º Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem, no Rio de Janeiro. Resistir ao retrocesso na assistência à Saúde Mental e promover sua inclusão na Atenção Básica são compromissos assumidos pelos participantes do encontro, que reafirmou a relação inseparável entre física e mental, parte da integralidade.

Entre os onze pontos deliberados, estão a criação a Rede Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem e países da América Latina de Enfermagem em Saúde Mental, e a realização de segunda edição do encontro. “Buscamos fortalecer a articulação regional em defesa da integralidade do cuidado, resistindo ao retrocesso da assistência à saúde mental no Brasil e na América Latina”, afirma o conselheira federal Dorisdaia Humerez, coordenadora do evento.

 

Nota Oficial do Encontro Latino americano de Enfermagem em Saúde Mental, Rio de Janeiro – 20º CBCENF

O ENCONTRO LATINO AMERICANO DE ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL teve como Objetivo Geral “Compartilhar ideias e experiências da Saúde Mental visando a Promoção e Proteção à Saúde Integral, com os países latino americanos, destacando as políticas, formação e boas práticas em saúde mental, realizado na Cidade do Rio de Janeiro no período de 07 a 10 de novembro de 2017, junto ao 20º CBCENF.
As proposições oriundas de debates pós mesas redondas, aprovados pelo público presente, seguem como sugestão de encaminhamento ao plenário do Cofen. Após aprovação, deverá ser divulgado às autoridades de Saúde do Brasil, do Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem, à Comissão do Encontro Latino-americano de Enfermagem em Saúde Mental.

Diante do exposto, os participantes do Encontro Latino-americano de Enfermagem em Saúde Mental do 20º CBCENF aprovou as seguintes proposições:

1. Lutar para resistir ao retrocesso da assistência à saúde mental no Brasil e na América Latina;
2. Fortalecer o movimento da Reforma psiquiátrica com a inserção de novos saberes e novas práticas;
3. Promover a inclusão da pessoa com transtorno mental;
4. Estimular o uso de práticas reabilitadoras visando a reconstrução da cidadania das pessoas com transtorno mental;
5. Buscar garantir a autonomia e o reconhecimento pela sociedade, às pessoas com transtorno mental, enquanto cidadãos de direitos;
6. Apoiar as ações para ampliação dos dispositivos substitutivos e de inclusão no território onde se dá o atendimento de saúde mental;
7. Ampliar a discussão para reduzir o preconceito, exclusão, estigma, discriminação e violência contra o ser humano em sofrimento psíquico;
8. Criar a Rede Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem e países da América latina de Enfermagem em Saúde Mental;
9. Estabelecer parcerias e pactuação com as instituições de ensino para garantir formação adequada na assistência a pessoa em sofrimento psíquico;
10. Sugerir a elaboração de termos a serem firmados entre a Instituição/Unidade de Saúde e Instituições de Ensino para garantir o cuidado da saúde mental de estudantes e profissionais de Enfermagem.
11. Garantir o 2º Encontro Latino americano de Enfermagem em Saúde Mental.

Rio de Janeiro, 09 de novembro de 2017

 

Fonte: Ascom - Cofen

TAGS:

Comentários (0)

Acompanhe o Enfermagem e Saúde