PRIMEIROS SOCORROS: Infarto Agudo do Miocárdio

Publicado por: - há 6 meses

O infarto agudo do miocárdio (IAM), popularmente chamado de infarto ou ataque cardíaco, é a interrupção na passagem de sangue para o coração, o que causa a morte das células cardíacas.​
O IAM é causado pelo bloqueio ou entupimento de uma veia do coração por placas de gordura ou coágulos de sangue, que impedem a passagem do sangue e provocam a morte das células do coração.​
O infarto pode surgir em qualquer idade, mas ocorre com mais frequência em pessoas com mais de 45 anos e que fumam, têm excesso de peso, pressão alta (hipertensão), diabetes ou colesterol alto.​
Outra possível causa é o espasmo da coronária, comum em mulheres e usuários de cocaína.​

SINAIS E SINTOMAS

O sintoma clássico é uma dor em forma de aperto no coração, pontada ou peso, que pode irradiar para o pescoço no lado esquerdo do peito, que pode ou não estar associada a outros sintomas, como:​

Dormência ou formigamento na axila ou braço esquerdo;​
Dor de estômago, sem relação com alimentos;​
Dor nas costas;​
Mal estar;​
Enjoos e tonturas;​
Palidez e suor frio;​

Dificuldade para respirar ou respiração rápida;​
Tosse seca;​
Dificuldade para dormir.​
Dor no queixo, no colo ou nas costas, como se tivesse um peso;​
Forte indigestão, como se tivesse exagerado na alimentação;​
Sensação de bolo na garganta;​

OBSERVAÇÃO​

É importante saber que o infarto e angina podem se apresentar de forma mais silenciosa, como uma queimação ou sensação de peso no peito. ​
Estes sintomas podem surgir até mesmo em repouso, e as mulheres que tomam pílula anticoncepcional, têm estresse elevado ou que fumam têm maiores chances de ter um infarto.​
Quando o indivíduo apresenta uma dor intensa entre a boca e o umbigo que dura mais de 20 minutos e apresenta outros sintomas que estão ligados ao infarto, deve procurar um hospital ou ligar para o 192 para chamar o SAMU, especialmente em casos de histórico de diabetes, pressão alta, obesidade e colesterol elevado.​
É importante lembrar que quando o infarto é fulminante, os sintomas podem surgir de forma mais abrupta e serem acompanhados de indigestão, suor excessivo e cansaço. No entanto, em alguns casos onde o infarto fulminante também pode surgir sem apresentar nenhum sintoma.​

PRIMEIROS SOCORROS​

Os primeiros socorros para infarto agudo do miocárdio ajudam a reduzir as sequelas, a salvar a vida do indivíduo e incluem:​

Chamar uma ambulância: ligando para o número 192 ou 193.​
Acalmar a vítima, não permitir que a vítima caminhe, colocando-a sentada de forma confortável, para reduzir o trabalho do coração;​
Afrouxar a roupa apertada da vítima, abrindo cinto e desapertando botões; para facilitar a respiração e a circulação;​
Manter a temperatura do corpo agradável, evitando situações de calor ou frio intenso;​

Não dar nada para beber, porque caso exista perda de consciência a vítima pode engasgar;​
Se o indivíduo nunca teve infarto e não possui alergia, deve mastigar 2 comprimidos de aspirina (ajudar a aliviar a dor e melhorar a circulação).​
Perguntar se a pessoa usa algum medicamento para situações de emergência - Quando a vítima tem histórico de infarto, o cardiologista pode ter receitado um comprimido de nitrato, como Monocordil ou Isordil (colocar o comprimido debaixo da língua – via sublingual), para ser utilizado em emergências. Por isso, deve-se substituir a aspirina por este comprimido.​
Porém, se o coração da vítima parar de bater antes da chegada da ajuda médica, é importante iniciar a massagem cardíaca (RCP) até que a ambulância chegue ou até o coração voltar a bater.​

TRATAMENTO​

Diversas técnicas cirúrgicas, com a desobstrução do vaso através da angioplastia, com ou sem a colocação de stent ou uma revascularização cardíaca (cirurgia de confecção de pontes com vasos, como as veias safenas retiradas da perna ou como as artérias mamárias), podem estar indicadas.​

Além disso, o paciente necessita tomar medicamentos que diminuem a formação da placas e/ou tornem o sangue mais fino, a fim de facilitar a sua passagem pelo vaso.​

PREVENÇÃO​

Após um quadro de infarto agudo do miocárdio, é necessário que o paciente tenha novos e saudáveis hábitos de vida, como alimentar-se corretamente e praticar algum tipo de atividade física, para que as chances dele vir a sofrer um novo quadro de infarto sejam reduzidas.​

TAGS: infarto

Comentários (0)

Acompanhe o Enfermagem e Saúde