A qualidade na Assistência de Enfermagem e Informática por Carina Eugenia

FIJ- Faculdades Integradas de Jacarepaguá
Curso de Enfermagem – 4º período

Informática em Enfermagem:
A qualidade na Assistência de Enfermagem e Informática

Adriana Costa;
Aline Galdino;
Carina Eugenia Fontes da Rosa
Gabriel Monteiro;
Sabrina Marques

Resumo apresentado como complementação de aprendizado e avaliação da matéria estipulada na disciplina de Informática do curso de Enfermagem das FIJ ministrada pela Prof.ª Bianca Dargan, essencial para conclusão da mesma.

Rio de Janeiro
2011
"Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá."
Ayrton Senna

Introdução: O texto a seguir trata se de um resumo sobre a importância da informatização na assistência da Enfermagem. Abordamos sobre a diferença e agilidade no atendimento ao paciente, desde os primórdios do cuidado até sua total recuperação. Como a informática pode colaborar para um melhor planejamento nos cuidados a serem aplicados através de levantamentos minuciosos sobre o paciente fortalecendo o vinculo entre ele e o profissional.

Deparando com a realidade dos hospitais em sua maioria os de origem pública e unidades de saúde, visualiza se as dificuldades que os profissionais da área de saúde como um todo têm encontrado para garantir sucesso no atendimento e tratamento dos pacientes. Tal fato se dá pela falta de dados essenciais que ajudariam no diagnóstico e planejamento da assistência a ser tomado com o indivíduo. A qualidade no atendimento está em déficit, pois os profissionais precisam ter competência para medir e avaliar a efetividade daquilo que executam, ou seja, saber identificar o paciente, o cuidado prestado e o resultado obtido a fim de cruzar informações úteis para aqueles responsáveis á assistência, ou seja, o enfermeiro.
Para isso, o enfermeiro precisa ter controle sobre as informações prestadas pelo paciente ou acompanhante, daí a importância de ser fazer uma boa anamnese item fundamental para a criação do plano de cuidados a serem abordados.
Mas estas informações necessitem de serem processadas de forma segura para não se perderem no decorrer do tratamento, e uma forma de garantir seria a implementação da informatização no ambiente hospitalar ou unidade de saúde.
A informatização dos dados favorece em maior controle do atendimento prestado e desempenho da equipe, visando uma forma mais individualizada respeitando a particularidade de cada paciente. Estes aspectos contribuem para uma discursão aprimorada sobre o caso clínico analisando condutas utilizadas, mudança e melhoria em algumas abordagens. Porém isto não se trata de um fato isolado, precisa haver um melhor entrosamento entre as equipes multidisciplinares.
Melhorar o desempenho da equipe de enfermagem depende da colaboração de cada membro, pois o cuidado não é prestado por um único profissional, e lembrar sempre que um trabalho não executado ou mal executado pode prejudicar não só o paciente, mas também um colega da equipe, pois a responsabilidade é de todos.
A informática entra no quesito de infraestrutura básica para avaliação da qualidade do atendimento e sua melhoria. Os enfermeiros precisam estar preparados para o mercado da nova era digital, e precisam ter habilidades e conhecimentos necessários para atender a demanda da qualidade da assistência em enfermagem. Saber obter informações sobre o paciente que seja importante para o planejamento do cuidado, interagir com outros profissionais da área da saúde a fim de levantar dados que também possam contribuir para a assistência de forma complementar usando vias de tecnologia de informação apropriada para documentar e apoiar na incrementação da avaliação da assistência da enfermagem. Exemplos necessários são estes: dados do paciente, planejamento dos cuidados a serem executada, opinião do paciente sobre as medidas tomadas, anotações de prontuário, relatórios de incidentes, avaliação da equipe entre outras.
Através do sistema de informatização (SI) a avaliação sore a qualidade fica muito mais simplificada.
Contudo, para o SI auxiliar na avaliação é ideal que se tenha paradigmas pré-estabelecidos como terminologia e planos de saúde padronizados. Seguindo estes padrões será possível avaliar a qualidade da assistência baseando em informações mais precisas.
Um campo que deve ser fixado no SI é a opinião do paciente expressando seu grau de satisfação com relação aos cuidados recebidos, tal referencia serve de analise para um melhor desempenho dos profissionais e também buscando meios necessários para promover o cuidado de acordo com as preferencias do paciente, pois lembrando que cada paciente é único, apesar de às vezes apresentarem patologias similares, certas terapêuticas podem ser bons em uns e outros nem tanto.
Estas propostas e pesquisas relacionadas a entender os desejos e anseios do paciente para melhor conduta sabem se que em sua grande maioria encontra se totalmente fora da nossa realidade, apenas temos esta visão para um futuro que pensamos estar muito a nossa frente. Criar expectativas e planos em um ambiente hospitalar cuja maior parte do tempo nós nos deparamos com a falta de equipamentos básicos para manutenção de vida, falta de medicações e outros suportes nós faz pensar que o SI é apenas mais um recurso aplicado somente em instituições com grande suporte financeiro. Todavia, sabe se também que os “profissionais” da enfermagem não estão se dedicando a sua profissão assim como condiz o juramento prestado ao concluir o curso. A grande qualidade que podemos oferecer está nas dependências de nosso suor, trabalho e dedicação ao profissionalismo de nossas crenças, pois quando cremos investimos mais. Embora existam muitos pontos a serem resolvidos, a maioria deles cabe somente a nós em solucionar. Abdicar nossos erros, corrigir nossas falhas e buscar recuperar recursos para atingir patamar, nos valorizaram e nos colocaram como profissionais essenciais e uma população com níveis de saúde satisfatória. Fazer o que nos foi dado como dever, pois a enfermagem possui grande peso, se não for o primórdio, da recuperação e da reintegração do paciente. Valorizando a profissão e executando um atendimento com qualidade.

Conclusão: O processo de enfermagem tem como uma das suas principais características o exame físico e anamnese onde nós realizamos a Sistematização de Assistência em Enfermagem (SAE), que engloba a junção e execução das etapas dos instrumentos propedêuticos importantes para identificar, planejar e tratar do paciente de forma adequada. O diferencial no atendimento prestado ao paciente, sem duvida não se limita apenas no ambiente e recursos disponíveis da unidade e sim em também o profissional estar apto e capacitado para solucionar possíveis barreiras que encontra neste trajeto. Uma forma de em conjunto com o paciente e outros profissionais da saúde sanar este problema, seria a implementação do SI na unidade, pois com ele poderia cruzar informações baseando se nos dados obtidos buscar um tratamento mais adequado a cada paciente. Uma melhor interação da equipe multidisciplinar pode levar um atendimento diferenciado e de qualidade aos pacientes. Nós enfermeiro devemos priorizar este SI, para um melhor controle da situação, saber como está sendo procedido o tratamento, se obtém bons resultados ou se em casos negativos fazer alterações do tratamento visando sempre o bem estar de nossos pacientes. A união do SAE e SI são o diferencial, o “auge” do tratamento que com certeza se respeitados e obedecidos são sinônimos de sucesso no atendimento com qualidade. Deparando-se com profissionais não capacitados e despreparados para por em prática os sistemas, encontram-se dificuldades em se obter sucesso nos processos, culpar somente o governo pela falta de recurso não justifica a nossa falta de capacitação e desinteresse em oferecer um bom atendimento aos nossos pacientes. Sabemos das dificuldades encontradas nas unidades, mas não podemos desanimar e deixar a qualidade do nosso trabalho decair. Sabe se também que existem aqueles “profissionais” que atuam na área sem ao menos gostarem do que estão fazendo e infelizmente para estes, na enfermagem, se não houver amor e interesse pela profissão, além das dificuldades do dia a dia comum da rotina, a estes apareceram outras mais e que acabaram atrapalhando não só a este profissional, mas também a todo equipe, pois o cuidado é responsabilidade de todos. Para garantir o sucesso e para que isto possa vir acontecer, o profissional da enfermagem deve estar apto e além de tudo ter “consciência” da importância de seguir cuidadosamente as etapas pré-estabelecidas e não ver o SI como um tabu, e sim, como uma ferramenta que veio auxiliar o trabalho, trazendo agilidade, comodidade e mais segurança ao paciente. Uma equipe bem preparada e bem dirigida é indicativa de sucesso e seguindo uma filosofia de base, a equipe é capaz de devolver o paciente para o meio externo de forma mais rápida e mais eficaz. Este sucesso tem grande peso na equipe da enfermagem, mas não só a enfermagem tem esta responsabilidade, para um bom desenvolvimento do sistema, deve haver uma forte interação multidisciplinar, cada um dentro da sua área, mas, com um único foco, trazer bem estar ao paciente e levar uma melhor qualidade de vida. Daí vem à importância de se anotar tudo que for feito com o paciente, e não deixar passar despercebido nada, mesmo que seja rotulada sem importância, pois para o outro profissional que irá ler o prontuário pode fazer uma grande diferença na conduta que ele irá tomar, como tratamentos terapêuticos, evolução, medicações e entre outros, pois facilita o trabalho da enfermagem na hora de planejar quais os cuidados serão necessários á cada paciente aplicando uma conduta mais voltada á necessidade do caso. Mas para que tal fato possa acontecer da maneira correta e satisfatória, é necessário conhecer bem a equipe, ter interação entre os membros e mais afetividade pelos pacientes, e dispor de tempo e um espaço próprio sem muito tumulto e barulho para o planejamento dos casos. Coisas que são expectativas para os profissionais do futuro...
E deixo aqui duas frases para reflexão, pois somos capazes de tudo, mesmo que esteja fora do nosso alcance, pois com dedicação e empenho mesmo sem muitos recursos, nós enfermeiros conseguimos fazer muito por nossos pacientes, e a gratificação em ver um sorriso por ter ajudado uma vida não tem preço.

“O que se opõe ao descuido e ao descaso é o cuidado. Cuidar é mais que um ato; é uma atitude. Portanto, abrange mais que um momento de atenção. Representa uma atitude de ocupação, preocupação, de responsabilização e de envolvimento afetivo com o outro.”
Leonardo Boff

“Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.”
Friedrich Nietzsche

Referencia bibliográfica:

MARIN, Heimar F. A Qualidade na Assistência de Enfermagem e a Informática: In: _. Informática em enfermagem. São Paulo: Pedagógica e Universitária, 1995. Cap. 5, p. 89-93.

Avatar_short_m Rogério Teixeira Ramos em 19/10/2011 19:10:50

5 Resposta(s):

Rogério Teixeira Ramos
Rogério Teixeira Ramos Criado em 19/10/2011, 19:45h

bom texto em resumo ,parabens!!!


Alessandra Martins
Alessandra Martins Criado em 19/10/2011, 22:36h

“Aquilo que se faz por amor está sempre além do bem e do mal.”
Friedrich Nietzsche - LINDOOO!!


Alessandra Martins
Alessandra Martins Criado em 19/10/2011, 22:37h

Rogério Teixeira Ramos, Parabéns por todos os resumos que vem colocando no site.


Rogério Teixeira Ramos
Rogério Teixeira Ramos Criado em 20/10/2011, 03:22h

eu estou colocando resumos de colegas que não conseguem faze-lo e é em nome de todos eles que agradeço,e me coloco a disposição para disrimir posteriores dúvidas !!! sem mais agradeço !!!Paz!!!


Ianna
Ianna Criado em 21/10/2011, 04:31h

Muito interessante.


Acompanhe o Enfermagem e Saúde