Depressão

Publicado por: - há mais de 5 anos

A depressão pode ser descrita como uma sensação de tristeza, infelicidade, abatimento ou pesar. A maioria de nós já se sentiu assim em algum momento, por um período breve. A depressão clínica é um transtorno de humor no qual a sensação de tristeza, pesar, raiva e frustração interferem na vida diária por um longo período.
 

Nomes alternativos: Tristeza; Vazio; Desânimo; Melancolia
 

Os sintomas de depressão incluem:
 

• Desânimo ou irritação constante
• Perda no prazer em atividades usuais
• Problemas para dormir ou excesso de sono
• Uma alteração dramática no apetite, muitas vezes com perda ou aumento de peso
• Fadiga e falta de energia
• Sensação de inutilidade, autodepreciação e culpa inapropriada
• Dificuldade extrema para se concentrar
• Movimentos físicos lentos ou agitados
• Inatividade e isolamento das atividades usuais
• Sensação de desesperança e impotência
• Pensamentos recorrentes sobre morte e suicídio

 

Baixa autoestima é comum com a depressão. Explosões repentinas de raiva e falta de prazer em atividades que você pratica normalmente, incluindo sexo, também são comuns.
 

A depressão muitas vezes é genética. A causa pode estar nos seus genes (herança genética), em comportamento adquirido ou ambos. Mesmo que devido aos seus genes você tenha mais tendência a ter depressão, um evento estressante ou trágico costuma provocar o princípio de um episódio depressivo.
 

Outro grande problema relacionado à depressão é quando vamos atrás do tratamento e não obtemos nenhum amparo por parte dos planos de saúde que não reconhecem as doenças psiquiátricas. Nesse caso em questão acho que nem é necessário mencionar o despreparo do Estado. O tratamento poderá variar de acordo com a causa e a gravidade dos seus sintomas depressivos, assim como suas preferências pessoais. Para a depressão leve, orientação psicológica e práticas de cuidados caseiros sem medicação podem ser o suficiente. A terapia mais eficaz para depressão moderada ou grave é uma combinação de medicamentos antidepressivos e psicoterapia (terapia por meio da conversa). As consultas médicas, tratamento psicológico e medicamentos podem gerar um custo em torno de 3 mil reais/ médio mês nas principais capitais.
 

Um histórico completo, uma entrevista psiquiátrica e um exame físico serão realizados para tentar classificar sua depressão como leve, moderada ou grave e para verificar se há uma causa subjacente e tratável (como o abuso de álcool ou uma tireóide inativa). A hospitalização costuma ser recomendada diante da possibilidade de comportamentos suicidas.
 

Provavelmente serão explorados os problemas e eventos associados aos seus sintomas de depressão.
Temos o dever de informar que existem Leis que nos amparam na luta pelos nossos direitos junto aos Planos de Saúde. Não devemos abaixar a cabeça e recuar diante dos constantes descasos com a nossa saúde. Devemos procurar por advogados especialistas na área da saúde para nos orientar e esclarecer os mitos e verdades em relação aos nossos problemas e como devemos proceder.

 

 

Autora:



*Adriana da Cunha Leocadio – Especialista em direito e saúde, Bacharel em Direito, Membro da Organização Mundial da Saúde (OMS).

TAGS:

Comentários (0)

Acompanhe o Enfermagem e Saúde